Apple argumenta que 8 GB de RAM em um MacBook Pro M3 é comparável a 16 GB em outros sistemas

Cristina Assunção

A Apple tem gerado discussões e controvérsias em relação à quantidade de RAM presente em seus mais recentes modelos de MacBook Pro, equipados com o processador M3.

Embora as especificações técnicas não revelem oficialmente a quantidade de memória RAM

Macbook Apple/Imagem-crédito: youtube-Rodrigo stoledo
Macbook Apple/Imagem-crédito: youtube-Rodrigo stoledo

A empresa optou por incluir 8 GB de RAM unificada em seus novos laptops, o que suscitou críticas da comunidade, especialmente em relação aos modelos de topo de linha que, segundo alguns, deveriam oferecer mais memória.

Em resposta a essas críticas, o vice-presidente global de marketing de produto da Apple, Bob Borchers, foi entrevistado pelo criador de conteúdo chinês Lin YilYi. Borchers defendeu a abordagem da Apple em relação à RAM e destacou que comparar a quantidade de memória em um laptop da Apple com outros modelos requer cuidado. Ele sugeriu que as comparações devem ir além das especificações técnicas, considerando também análises de desempenho feitas por “pessoas confiáveis”.

CEO da Hockey Wales é salvo de ataque cardíaco com ajuda de Apple Watch

Borchers explicou que a Apple utiliza técnicas avançadas, como a compressão de memória e uma arquitetura unificada, para otimizar o uso da RAM, permitindo que os sistemas funcionem eficientemente mesmo com quantidades aparentemente menores de memória. Isso significa que a quantidade de RAM em um MacBook Pro da Apple pode não ser diretamente comparável com a de outros dispositivos.

Além disso, a Apple tem mantido um histórico de não divulgar a quantidade de RAM em seus produtos, incluindo o iPhone. Isso levou a especulações e debates sobre a quantidade real de memória presente em seus dispositivos, mas a empresa sustenta que o foco deve estar no desempenho e na experiência do usuário, em vez de apenas nas especificações técnicas.

Estudo no Apple Watch em parceria com a Anthem revela melhora na detecção de asma

Veja mais: Apple se empenha para solucionar problema dos AirPods que caem das orelhas!

O preço do MacBook Pro aumentou significativamente em comparação ao anterior

Aumentou o preço: shiftdelete.net-Emre Özdoğan
Aumentou o preço: shiftdelete.net-Emre Özdoğan

Outra questão levantada em relação aos novos modelos de MacBook Pro é o aumento de preço, especialmente no modelo de 14 polegadas, que subiu US$ 300 em comparação com a geração anterior. A Apple justifica esse aumento de custo com o encarecimento dos componentes em geral e melhorias em outros sistemas, como as câmeras e o display.

A Apple vai pagar US$25 milhões no caso o qual foi acusada de praticar discriminação

Embora os novos modelos de MacBook Pro ainda não tenham uma data de lançamento confirmada no Brasil, os preços já foram divulgados, com o laptop partindo de R$ 18.499. A discussão sobre a quantidade de RAM e seu impacto no desempenho dos dispositivos da Apple continua a gerar opiniões divergentes na comunidade de tecnologia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *