Decisão draconiana da Apple: Mude para Austin ou perca o emprego!

Cristina Assunção

“Apple surpreende ao exigir que 121 funcionários de San Diego se mudem para Austin ou enfrentem demissão. Com a competição acirrada e a queda no valor de mercado, a empresa busca evitar uma crise, oferecendo descontos agressivos na China. Detalhes exclusivos aqui!”

Apple Explora melhores Possibilidades do iPhone Ter Capacidade De Tirar fotografia subaquática

Apple impõe ultimato: Mudar ou demissão em massa em San Diego

Apple e Microsoft/Imagem-crédito-tudocelular
Apple e Microsoft/Imagem-crédito-tudocelular

A Apple surpreendeu seus funcionários em San Diego ao estabelecer uma condição rígida: mudem-se para Austin ou enfrentem a demissão. Segundo fontes internas, 121 funcionários que compõem a equipe de Anotações de Operações de Dados, responsável pela Siri, receberam a notificação.

O futuro dos modelos do iPhone – O que podemos esperar nos próximos 5 anos?

Pressão para mudança até o fim de fevereiro

A gigante tecnológica de Cupertino deu aos funcionários um prazo até o final de fevereiro para decidirem se aceitam a mudança para Austin, onde se reunirão ao grupo que supervisiona o serviço Siri. Caso optem por permanecer em San Diego, enfrentarão o desligamento, com a compensação financeira agendada para o dia 26 de abril.

Apple TV+ ganha novo projeto de ficção científica

Efeito diferenciado na Apple em comparação com gigantes do setor

Diferentemente de outras empresas do setor, como Meta, Amazon e Google, que enfrentaram demissões em massa, a Apple tem mantido uma posição mais estável nesse aspecto. Entretanto, a decisão de forçar a realocação de funcionários pode desencadear pedidos de demissão em massa por parte da equipe de San Diego.

Microsoft supera a Apple em valor de mercado

A notícia surge em um momento delicado para a Apple, que recentemente foi superada pela Microsoft como a empresa mais valiosa do mundo. A gigante de Redmond atingiu um valor de mercado de US$ 2,89 trilhões, enquanto o valor da Apple caiu ligeiramente para US$ 2,87 trilhões na última sexta-feira (12/1).

Estratégias de sobrevivência: Apple tenta evitar crise

Em meio à competição acirrada e a queda no valor de mercado, a Apple está adotando medidas ousadas para preservar sua posição. Com o avanço da Huawei, a procura por iPhones na China cresceu, e para manter a relevância, a empresa está oferecendo descontos substanciais de até US$ 70 no país, conforme relatado pela Reuters.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *