Com incentivo à produção a Apple faz da Índia o centro de exportação de telefone

Analistas constataram que a Apple com sua mudança da base de produção global para Índia, alcançou no primeiro ano de produção.

O seu objetivo foi estabelecido sob o regime de PLI.

Fazendo da  Índia o centro de exportação de telefone e também das demandas domésticas. A Apple fechará o FY22 com exportações de 10.000 core.

A 1 ano a Apple conseguiu atender apenas 10-15% da demanda através de produção nacional, e só no início desse ano a Apple conseguiu atender 75-80% de sua demanda, analistas disseram que o próximo fiscal a empresa poderá atender um percentual maior ainda de sua demanda interna com a produção nacional.

A Apple tem contratos com os fabricantes na Índia onde são produzidos seus telefones baratos.

Dois de seus fabricantes contratados, alcançaram essa meta, que foi sobre o regime de PLI.

Foi a Foxconn Hon Hai e a Wistron, e também há um terceiro fabricante de contratos da Apple que é a Pegatron – que foi selecionada sob PLI, mas sua produção começa a partir de 1 de abril aumentando ainda mais a exportação da Apple.

A maior parte da produção ficou com a Wistron já que a Fox Hon Hai teve problemas e fechou entre os meses de dezembro e janeiro.

A Wistron é responsável pelos iPhone modelos que mais foram exportados que são o SE 2020. A Foxconn é responsável pelo iPhone 11 e 12, em breve a Foxconn começará a fabricar o iPhone 13 na Índia.`

Por causa da covid  toda a cadeia de suprimentos foi interrompida, o governo aumentou o regime de PLI de duração de 5 anos para 6 anos. Dando às empresas a opção de 5 anos nesse período.

A Apple é mais um fenômeno, com sua produção nacional em 2 anos.

5/5 - (2 votos)
Você pode gostar também:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informações

pt_BR