Crie seus próprios ringtones (toques) para iPhone com o GarageBand no Mac

Como colocar uma música como toque no iPhone

Quer criar um ringtone (toque) para seu iPhone? Bem, se você possui um Mac e tem o aplicativo GarageBand instalado, isso fica bem fácil!

Você pode criar seus próprios ringtones (toques) para iPhone e transferi-los para seu aparelho de forma bem rápida e simples. Ok, não é simples como clicar e arrastar, mas vou simplificar o processo e você vai ter o trecho favorito de suas músicas favoritas para seu iPhone.

Leia também: 5 dicas essenciais para o seu novo MacBook

Compre a música

Se você ainda não possui a música que deseja, compre em uma loja que não venda arquivos com proteção de DRM, o iTunes é totalmente DRM-free.

Para você entender sobre o assunto DRM Free: https://discussions.apple.com/thread/8257736

Alguns sites disponibilizam ringtones MP3 para iPhone, mas o arquivo que você precisa não é bem esse. A Apple usa um formato proprietário baseado no AAC (m4a), com finalização m4r.

Depois de comprar a sua música favorita, começamos a usar o GarageBand para finalizar tudo.

Para iOS clique aqui.

Para Mack clique aqui.

Crie um projeto de ringtone no GarageBand

Atenção com as atualizações do software podem mudar as posições e os recursos descritos abaixo.

Abra o GarageBand e clique em “toque” e depois em “escolher”. Dependendo da versão, o GarageBand poderá te pedir o nome do arquivo antes de abrir a tela de edição. Basta digitar o nome da música que você quer usar como toque e confirmar. Agora que já temos a tela de edição, você precisa pegar o arquivo e inserir na timeline.

Ringtones GarageBand.jpg
Tenha os seus toques diferenciados com ringtones

Clique no arquivo que você deseja no Finder ou iTunes e arraste para o GarageBand.

Edite o seu trecho favorito

Depois de inserida, a música vai mostrar no formato de ondas, caso você nunca tenha visto isso antes, essas ondas ajudam a entender melhor o que está se passando no arquivo de música.

Se você nunca teve contato com edição de áudio antes, recomendo que primeiramente tecle espaço e deixe a música tocar, observe bem as formações de onda do arquivo e tente identificar as “batidas” da música nelas — normalmente os picos.

Note que acima você vê o tempos musicais com 4 toques ou “batidas” e sua contagem, isso é muito útil para os músicos, principalmente na composição ou edição das faixas.

Para ajudar, como queremos ter um arquivo de no máximo 40 segundos (limitação de tempo de um ringtone), vamos mudar para tempo.

Clique no ícone na barra indicada e selecione “tempo”.

Você verá que a barra e a contagem mudou. Ótimo, agora podemos saber quanto tempo tem nosso trecho favorito. Normalmente você pensa logo no refrão da música, bacana, é legal, mas uma dica de mestre é selecionar inicialmente a “ponte”, aqueles poucos versos que antecedem e “chamam” o refrão.

A seleção amarela no topo indica o tempo total do arquivo que você está criando, você pode aumentá-lo ou diminuí-lo como quiser, mas tenha em mente aqueles 40 segundos máximos. Eu até indico manter em torno dos 30.

Selecione a faixa, posicione a agulha de reprodução onde deseja recortar e pressione as teclas Command + T. Depois apague os trechos que não for usar.

Uma outra dica muito importante é tentar cortar a música nos trechos onde as ondas são menores ou quase inexistem. Momentos de silêncio são ideais para cortes mais abruptos, onde não há aquela suavização inicial ou final da música.

Clique duas vezes na faixa pra abrir o visualizador por precisão. Mantenha a faixa selecionada. Escolha onde deseja cortar e use as mesmas teclas de antes.

Suavize o final da música

Posicione o cursor de reprodução da música em algum ponto torno de 5 a 10 segundos antes do final da música, clique no menu “Mixagem” e depois em “Diminuendo”. Pronto o GarageBand já suavizou o final da sua música e estamos prontos para fechar nosso arquivo.

Mas antes, posicione o cursor de reprodução novamente no início e pressione espaço para ouvir a edição. Confirme se a seleção amarela no topo está no tempo correto (aquele de no máximo 40 segundos) e veja se tudo está do jeito que você queria.

Depois que estiver satisfeito com a seleção e clicar no menu “mixagem” e depois em “diminuendo” esse será o resultado. A linha branca mostra o volume da faixa.

Salvando o arquivo

Não é simples como “salvar” ou “salvar como”, desta forma você estaria salvando o projeto, arquivo do GarageBand, e não seria o seu toque finalizado. Para isso, você deve clicar no menu “compartilhar” e depois em “Toque via iTunes…”.

Pode ser que ele te avise sobre o ajuste do tempo, no caso de você ter excedido. Você pode cancelar para editar manualmente ou deixar que o aplicativo faça pra você. Depois disso ele fechará rapidamente o arquivo e o reproduzirá no iTunes. Pronto. Seu novo toque está devidamente salvo.

Pronto. Seu ringtone está salvo.

Como colocar o ringtone no iPhone

Para usar o seu novo ringtone você deve primeiro sincronizar o iPhone com o iTunes, só não se esqueça de ir na aba “toques” e selecionar o arquivo que você acabou de fazer. Se a sincronia dos ringtones estiver desativada o iTunes não transferirá seu toque para o iPhone.

Ativando o novo ringtone no iPhone

Depois de sincronizar com o iTunes, pegue seu iPhone, abra os ajustes, escolha “sons”, depois em “toque” e selecione o arquivo que você fez. Se você salvou com o nome direitinho ele aparecerá com o mesmo nome do projeto que você salvou no GarageBand, se esqueceu de salvar com um nome que identifique a música não tem problema, você pode editar na aba “Toques” do iTunes.

Gostou deste tutorial? Curta o iPhone Blog nas redes sociais ou assine nosso feed por email para receber novas publicações como esta. Até a próxima!

Deixe uma resposta