Para que serve o Apple Watch? O que é um Apple Watch?

A Apple chegou com tudo no mercado de wearables com o dispositivo que ela mesma rotula como o mais pessoal de toda, a sua linha de produtos criada para usar direto no seu próprio corpo.

Apple Watch lançamento

A era dos wearables está aí e mesmo a empresa tendo chegado um pouco tarde nesse nicho, a Apple não perdeu a majestade quando lançou seu Apple Watch um relógio Apple inteligente cheio, de pompa com design impecável e ainda chutou o balde ao lançar uma versão só para os mais afortunados feita em ouro 18 quilates.

E convenhamos, no mundo dos devices vestíveis existe aquela grande dualidade entre estilo e funcionalidade. Afinal, um relógio da Apple é uma peça que acaba fazendo parte do vestuário e, por isso mesmo, a Apple investiu tanto contratando especialistas em moda, para ajudar a desenhar seu primeiro relógio inteligente.

Como a própria Apple diz em seu site, o Apple Watch está com pulseiras e fechos diversos para cercar o seu pulso de estilo. 

Vamos conhecer agora cinco motivos para você comprar o Apple Watch

Quando deu o pontapé inicial teve o conceito um relógio Apple Watch para cada tipo de pessoa. Atualmente são mais de 38 modelos divididos em categorias. Apple Watch Sport a mais em conta, Apple Watch intermediária e Apple Watch Edition a mais cara.

Pulseira Apple Watch

A famosa coleção criada Sport começou com a caixa prateada ou cinza espacial de alumínio anodizado com tela de vidro Íon X reforçado. Naquele momento de lançamentos começou com cinco cores diferentes de pulseiras de fluorelastômero. A linha de relógio Watch Apple já tinha caixa de aço inoxidável prateado ou preto e tela protegida por cristal safira, com uma variedade de pulseiras feitas em couro elos, metálicos estilo milanês ou fluorelastômero.

Já a coleção APPLE WATCH 5 Edition do Watch coloca toda a elegância e requinte de uma verdadeira jóia acima de tudo, as caixas são feitas de ouro ou ouro rosa 18 quilates duas vezes mais resistentes que o ouro tradicional, com mostrador protegido por cristal safira e pulseiras sofisticadas feitas em couro metal ou fluorelastômero.

Se o seu negócio é estilo, o Apple Watch foi feito para você. A construção, o acabamento e as linhas do relógio inteligente da Apple são de tirar o chapéu.

Podemos afirmar que são finos, compactos, leves, resistentes e principalmente elegantes. Certamente, o design é o ponto que mais chama a atenção no wearable da Maçã como tudo que é assinado pela marca. A pulseira se encaixa bem no pulso e o peso é um ponto positivo. E por falar em tela tem uma alta fidelidade de cores e uma taxa de contraste que deixa tudo ainda mais vívido no display. É bem legal a praticidade de ter tudo ali no pulso bastando levantar o braço, para ler ou enviar uma mensagem e até mesmo visualizar uma fotografia.

O que o Apple Watch faz?

O Apple Watch vem com vários apps de fábrica como enviar comandos de voz para  escrever e-mails e mensagens. É um excelente companheiro para monitorar atividades cardíacas e acompanhar caminhadas, corridas e vários outros tipos de exercícios.

relogio apple
Apple Watch

Ele vem com conexão Wi-Fi e Bluetooth para estabelecer a comunicação com o iPhone e claro com a rede local. Ter no pulso uma extensão das principais funcionalidades do smartphone é algo bastante prático, principalmente para quem não dispensa ajuda da tecnologia no dia-a-dia.

Como o Apple Watch calcula calorias?

Das funções do Apple Watch a mais interessante é o sensor de monitoramento cardíaco que acompanha o ritmo do usuário, em atividades físicas e mostra na telinha as calorias queimadas, o tempo de percurso, a distância percorrida e claro o ritmo do coração.

Uma função interessante, aliás, é a de queima otimizada de calorias na qual você diz para o Watch o quanto pretende queimar em seu exercício, seja corrida, elíptico, escadas ou caminhada e ele calcula o tempo necessário para você alcançar seu objetivo.

Qual Apple Watch é a prova d’água?

Ah e vale lembrar que apesar de ser uma mão na roda nos esportes, o Apple Watch NÃO é à prova d’água “até o momento” apesar de ser resistente. Então não aconselhamos a prática de esportes aquáticos como mergulho, hidroginástica e natação muito embora já tenha sido provado por algumas pessoas que ele aguenta bem um bom banho de piscina.

As versões: Apple Watch Series 3, Apple Watch Series 4, Apple Watch Series 5, Apple Watch SE e Apple Watch Series 6 esses são “resistentes à água”, lembrando que não pode ultrapassar uma profundidade de 50 metros segundo a norma ISO 22810:2010. Nesse caso não é um relógio para mergulhos e sim para atividades na qual tenha águas rasas.

Os produtos da Apple sempre foram elegantes e diferentes daqueles da concorrência.

Mas a empresa decidiu transcender um pouco mais. Do totalmente tecnológico para o ramo da joalheria e da moda. Os relógios inteligentes prometem ser os smartphones do futuro e carregá-los como parte do seu vestuário, bem ali no seu pulso é uma proposta bastante interessante.

Outro ponto interessante acoplado ao relógio é o monitoramento do sono. Como o Apple Watch monitora o sono? Usando o App sono do Watch vai ajudar você nesse monitoramento para ter boas noites de sono. 

Porque comprar um Apple Watch?

Se você é geek, mas não abandona o bom gosto e tem estilo, ter um Apple Watch certamente vai ser a cereja do bolo. Com ele você conversa com seus amigos, utiliza aplicativos como Uber e Instagram, controla sua Apple TV, acompanha seus batimentos cardíacos e envia e recebe mensagens com muita praticidade, sem precisar tirar o smartphone do bolso ou da bolsa.

Você trocaria seu relógio de pulso por um gadget inteligente?

Agora depois de mostrar alguns benefícios vamos abordar outros pontos antes de comprar um relógio inteligente. 

Em um mundo cada vez mais conectado não é de se espantar que surjam por aí aparelhos cada vez mais interativos. E no caso do relógio de pulso a situação não é diferente.

Afinal, o Apple Watch a princípio é um relógio que serve para mostrar as horas

Mas no caso do Apple Watch ele também serve para mostrar notificações, responder e enviar mensagens, atender ligações e monitorar suas atividades físicas conforme já explicado acima.

Bom, a menos que você faça questão de receber notificações de aplicativos e chamadas telefônicas diretamente no seu pulso, ter um dispositivo a mais preso no braço para servir como extensão do smartphone pode não valer tanto a pena assim.

Faltam muitos aplicativos que realmente justifiquem o uso do Apple Watch no dia a dia, já que ele não substitui “ainda” o smartphone.

Navegar na internet não dá oficialmente até o momento porque o Watch é muito pequeno e não tem navegador compatível. Existem alguns recursos para simular a navegação, porém a tela é super pequena para ter uma boa leitura.

Outro fator que limita o uso do Apple Watch é sua enorme dependência do iPhone que deve ser mais moderno, ou seja, do 5 para frente.

Em outras palavras, só pode usar um relógio inteligente da Maçã quem for dono de um iPhone com sistema atualizado. O gadget se comporta praticamente como uma extensão do smartphone, tudo que acontece no iPhone é replicado de certa forma na tela do relógio. Tirando os aplicativos de monitoramento cardíaco e a praticidade de ter uma pequena tela, mostrando notificações bem ali no seu pulso, não justifica comprar um aparelho para mostrar o que já está na tela do celular, se for esse o seu caso.

Smartwatch Apple realmente compensa?

Afinal não deve ser tão difícil assim tirar o smartphone do bolso quando ele vibra a cada nova notificação, mensagem ou chamada não é mesmo?

Se você pensa em fazer do Apple Watch seu parceiro de corridas tanto para monitorar os batimentos, quanto para tocar seu repertório de músicas favoritas é bom saber que ele tem limitações.

No caso da música é mais fácil. Até dá para parear o watch com o fone bluetooth e ouvir sua a lista de músicas, A memória de alguns modelos fica limitada a 2GB para isso. Cerca de quinhentas músicas suficiente para maioria dos usuários.

Para tirá-lo do pulso e deixar no totem de recarga o Apple Watch custa a durar um dia longe de sua doca de recarga, mas esse é o mal dos relógios smartwatches atuais são poucos que ficam muito tempo, sem uma nova carga dependendo do quanto você usa.

E para piorar o tempo para recarregar a bateria é meio lento se comparado aos celulares e demais smartwatches. Se você fizer um uso moderado do relógio fazendo poucas ligações e praticamente não usando, seu monitor cardíaco ainda consegue terminar o dia com aproximadamente 30% de bateria.

Quem quiser fazer uma maratona de corrida com o Apple Watch monitorando batimentos cardíacos, pode desapontar no fim do dia se ele chegar com carga até lá. 

Mas deixando a ostentação de lado, vamos ao que interessa que a premissa do Apple Watch vai muito além de mostrar as horas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Mais informações